Massagem desportiva 1A massagem é uma das mais antigas formas de terapia e sua aplicação depende do objetivo pretendido. Assim, conforme a técnica utilizada, o momento de aplicação, a velocidade e intensidade dos movimentos, a massagem, proporciona alívio das tensões e dor, descontração do corpo e mente, ou funciona como uma modalidade terapêutica muito estimulante.

Todas as massagens são terapêuticas, visto que todas proporcionam mais ou menos benefícios na saúde e no bem-estar dos indivíduos. Apresentam-se seguidamente alguns dos benefícios proporcionados pela massagem:

 

 

  • Diminuição do risco de lesão muscular e tendinosa;
  • Melhoria do sistema circulatório geral;
  • Diminuição de edemas;
  • Diminuição de tensões;
  • Tonificação do tecido muscular;
  • Alívio da dor;
  • Redução da ansiedade;
  • Promoção da recuperação de lesões e fadiga muscular;
  • Melhoria da mobilidade articular;
  • Estimulação do processo de cicatrização;
  • Entre outros.

Na atividade desportiva a massagem terapêutica é denominada frequentemente por Massagem Desportiva.

A atividade física regular é considerada desde há muito tempo um componente preponderante de um estilo de vida Saudável, que conduz a uma série de benefícios na saúde física e mental.

No entanto, como qualquer atividade, se não for executada dentro de determinadas condições, pode originar alguns problemas, nomeadamente a nível músculo-esquelético.

Na alta competição, estes cuidados estão assegurados por profissionais de diversas áreas. Os maiores problemas ocorrem a nível dos praticantes amadores, por desconhecimento ou na maior parte dos casos, por não terem ou não saberem a quem recorrer de modo a colmatar esta lacuna vital na sua atividade desportiva.

A atividade desportiva de um atleta, desde o treino á competição e durante a mesma, exigem formas de intervenção próprias e adaptadas a cada um destes momentos. A massagem desportiva tem como objetivo preparar, manter e recuperar os atletas, e pode definir-se como uma forma criteriosa e intuitiva de aplicação de massagem, movimentos de estruturas e alongamentos, com incidência particular em zonas corporais cruciais à atividade desportiva do atleta. Portanto a massagem desportiva deve ser adaptada a cada individuo tendo sempre em consideração a sua condição física, o momento de aplicação, a modalidade desportiva, o estado dos tecidos e áreas de tensão, a história médica do individuo e o calendário de treinos e competições.

A massagem Desportiva tem várias categorias: Massagem Evento; massagem de Manutenção e massagem de Tratamento.

Massagem Evento

Massagem Pré evento

A massagem pré-evento é realizada, como complemento do aquecimento (não o substitui). Deve ser realizada a menos de 1 hora da atividade física, e terminar 10 minutos antes do seu começo. Deve ser aplicada depois do aquecimento com um ritmo rápido, podendo demorar 10 a 15 minutos e nunca ultrapassando os 20 minutos (para evitar o efeito sedativo). Os objetivos desta massagem são:

  • Aumento da flexibilidade dos tecidos moles;
  • Diminuição da tensão muscular generalizada;
  • Aumentar a circulação sanguínea nos músculos a serem utilizados na atividade (melhor oxigenação celular);
  • Aumento do sentido cinestésico que ajuda a criar uma atitude positiva (os atletas sentem os músculos mais relaxados aumentando a sua confiança e por consequência diminuição do risco de lesão);
  • Aumento do potencial de performance dos atletas (aumenta o nível de competição).

Massagem Inter-Evento ( entre provas/ competições/jogos)

A massagem inter-evento assiste a recuperação rápida do atleta no esforço despendido durante o exercício, ao mesmo tempo que o prepara para um novo ciclo de sobrecarga muscular, assegurando a manutenção da sua performance máxima.

 Os Objetivos principais desta massagem são:

  • Identificar e manipular zonas de tensão excessiva ou mesmo dor desenvolvidas durante o exercício;
  • Ajudar a melhorar o movimento linfático, proporcionando assim uma maior velocidade de reparação tecidular.

 

 Portanto a sua aplicação vai ser concentrada nos grupos musculares ou áreas mais solicitadas na modalidade em questão. A sua duração deve estar entre os 5 a 10 minutos e deve ser um pouco mais lenta que a pré-evento evitando sempre o efeito sedativo.

 

Massagem pós evento

Massagem no péA massagem Pós evento auxilia o organismo dos atletas a restabelecer-se, depois da sobrecarga a que foi submetido durante o esforço físico, reduzindo assim o risco de lesões. Assim esta massagem, reduz a tensão muscular generalizada; devolve a flexibilidade dos tecidos musculares e conjuntivos; facilita a circulação venosa e linfática, minimizando o edema; acelera a reposição dos níveis de oxigénio e a reciclagem dos sub-produtos metabólicos; e a melhora a excreção dos detritos metabólicos produzidos durante o exercício.

 

Esta massagem tem como objetivos fundamentais: 

  • Minimizar a rigidez muscular e articular tardia;
  • Eliminar pontos localizados de dor que podem ter aparecido durante o exercício;
  • Devolver a tonicidade e alongamento normais aos músculos;
  • Ajudar no retorno venoso potenciando a recuperação metabólica.

 

Esta massagem deve ser de curta duração, lenta, profunda (pressão progressiva), dirigida a grandes grupos musculares e deve ser aplicada dentro das 2 horas após o final da prova.

 

Massagem de Manutenção

 

Massagem DesportivaA massagem de manutenção, representa uma abordagem mais geral sobre o corpo, que é aplicada em ambiente clínico e não no local de competição. Os objetivos desta massagem são:

  • Minimizar os efeitos negativos do exercício;
  • Manter o atleta a treinar e competir nos seus índices mais elevados de rendimento.

 

A aplicação regular de massagem reduz áreas de tensão e rigidez, que aparecem frequentemente como o esforço físico, mantendo a flexibilidade e o relaxamento dos tecidos, prevenindo a lesão. Esta massagem é personalizada para as necessidades do atleta, direciona-se para os músculos e outras estruturas mais solicitados, mas também ao resto do corpo. Pode ter a duração de 30 a 90 minutos e pode combinar várias técnicas de massagem e terapia.

Massagem de Tratamento

Quando o atleta sofre de uma lesão, o acompanhamento por um profissional licenciado em diagnóstico e terapêutica é imprescindível, para o correto diagnóstico da patologia em causa e para orientação das técnicas terapêuticas necessárias à sua recuperação. Esta abordagem é desenhada especificamente de acordo com o tipo de lesão, etapa de lesão, severidade da lesão e as outras modalidades a utilizar pelo terapeuta. Portanto, neste caso a massagem constitui um complemento da reabilitação do atleta e tem como principal objetivo ajudar à rápida reabilitação do atleta, assegurando um correto processo fisiológico evolutivo de forma a encurtar o tempo de retorno à atividade.

Vantagens em fazer Massagem Desportiva

Massagem DesportivaTanto os atletas amadores como os profissionais têm objetivos definidos para os quais seguem planos de treino mais ou menos rigorosos. No entanto todos desejam aumentar a sua performance desportiva. Para isso vão aumentando os seus níveis de treino, submetendo o seu corpo a maior esforço. No entanto, a probabilidade de lesão também aumenta com o aumento de esforço. Assim um dos maiores benefícios da massagem desportiva é a Prevenção da lesão. A massagem desportiva de forma indireta também contribui para melhorar a performance dos atletas se tivermos consideração os benefícios que a massagem proporciona:

  • Aumenta a circulação sanguínea e ajuda a eliminar toxinas;
  • Estimula o sistema linfático;
  • Estimula a produção de adrenalina;
  • Aquece os tecidos do corpo;
  • Aumento do desempenho do atleta;
  • Evitar a fadiga muscular;
  • Diminui a tensão e rigidez muscular;
  • Aumenta a flexibilidade e melhora os movimentos articulares;
  • Promove maior concentração;
  • Diminui a ansiedade;
  • Estimula o processo de cicatrização;
  • Tratamento de lesões musculares.

 Cláudia Bento (Fisioterapeuta)

Referências

Cassar,Mario-Paul. Manual de Massagem Terapêutica. 1ª ed. São Paulo: Editora Manole Ltda.; 2001

Pedrosa, Hugo. Massagem Terapêutica. 2009.145p. CEFAD.