A actividade física efectuada na meia-idade pode preservar o factor neurotrófico derivado do cérebro (BDNF), favorecer o crescimento de novas células e apresentar benefícios ao nível da aprendizagem.

Considera-se que a perda de memória relacionada com a idade coincida com a redução da neurogénese a nível do hipocampo e com a redução dos níveis de neurotrofinas observados na fase adulta.

Estas conclusões foram obtidas num estudo publicado na revista Developmental Neurobiology publicado em Maio deste ano. Nesse estudo foi usado uma população de ratos com nove meses de idade, a qual foi separada em gaiolas com e sem rodas de exercício.

Os ratos foram depois marcados com bromodeoxiuridina (BrdU) de modo a marcar as células recém-nascidas. A análise do comportamento de ambas as populações face a diversos testes mostra que o exercício regular desde o início e durante a meia-idade podem ajudar a manter as funções cerebrais.

artigo completo

Provas disponíveis 

(km)< 2142> 42Total
Portugal 629 4 115 748
USA 0 376 0 376
Brasil 62 0 0 62
Canadá 0 56 0 56
Outros 0 51 0 51

Número total 1293 provas disponíveis

Google+